Leroy Merlin investe em realidade aumentada no varejo de construção

Projeto usa câmeras de celulares para mesclar o mundo real com o virtual

Atenta a pesquisas indicando que os consumidores estão mais abertos do que nunca a tecnologias de realidade aumentada e que em poucos meses bilhões de pessoas vão usar esse tipo de solução na hora de fazer compras, a rede de bricolagem, casa e construção Leroy Merlin está apostando em um projeto que usa câmeras de celulares para mesclar o mundo real com o virtual.

A ideia é permitir que, na hora de planejar a construção ou reforma, os clientes da rede façam simulações de como ficarão os produtos nos novos ambientes. No total mais de 3 mil produtos, destinados aos diversos usos, foram “virtualizados” para oferecer aos clientes novas experiências de consumo.

Para isso a Leroy fechou uma parceria com a R2U, fornecedora de soluções de realidade aumentada. O projeto também conta com apoio da Hogarth, empresa que atua no desenvolvimento das artes 3D.

Valor de negócio

“A tecnologia da R2U permitirá oferecermos uma experiência única e revolucionária aos nossos clientes, que sem sair de casa conseguirão visualizar em realidade aumentada como uma pia, um vaso sanitário ou um lustre ficarão após instalados no ambiente. É um recurso inédito que certamente ajudará muito na decisão de compra e irá impulsionar nossas vendas online”, assinala Elias Rodrigues, diretor de experiência cliente e marca da Leroy.

Caio Jahara, CEO da R2, destacou quea tecnologia de realidade aumentada pode agregar grande valor no negócio da Leroy. “Comprar materiais de construção é sempre um desafio na medida em que, mesmo estando na loja física, o consumidor tem dúvidas se o que está levando irá realmente servir e combinar com o ambiente. A realidade aumentada irá transformar completamente a experiência de compra neste setor e a Leroy sai na frente da concorrência ao oferecer esta tecnologia de ponta”, acrescenta.

Fonte: https://mercadoeconsumo.com.br/2021/07/28/leroy-merlin-sai-na-frente-e-investe-em-realidade-aumentada-no-varejo-de-construcao/